Boa Colheita

 Para todos o ser humano, o novo é o reflexo do ano anterior. Devemos sempre nos tornar agricultores em nossa vida, tendo o cuidado e a atenção com o que vamos semear, para que, quando chegar a colheita, não tenhamos decepções e sim alegrias e possamos agradecer, comemorando o resultado obtido.



Nosso mestre Cristófilo Nageo nos diz: “Em cada ano colherás os frutos do que semeastes no ano anterior. Se, portanto, quiseres que tua colheita seja farta e boa no ano vindouro, trata de semear as melhores sementes durante o ano presente, através de tuas palavras e de teus atos, com base nos grandes ensinamentos espirituais”.

Durante o ano todo, temos varias oportunidades de plantar as melhores sementes e colher os melhores frutos. As sementes que devemos semear são: o amor, a dedicação , a fé, a esperança, o respeito, a cordialidade, a humildade verdadeira, a perseverança, a paz e tudo aquilo que nos deixe em condições de viver bem, com elevação mental e espiritual.

Todas essas sementes devemos fazer germinar, brotar e crescer cada vez mais para obtermos e colhermos os melhores frutos. São esses frutos que irão nos alimentar, nos fortalecer e nos amparar. Dentre esses frutos, destaco: o amor, a fé e a perseverança.

O fruto do amor nos dá condição de dar e receber; o fruto da fé nos eleva a remover montanhas  de nossas imperfeições; o fruto da perseverança nos conduz a lutar por nossos ideais e ir em busca de nossa transformação, de tudo o que nos faz bem e que nos deixa viver com equilíbrio psicofísico(entre o corpo e o espírito).

Tornemo-nos agricultores de nos mesmos, seguindo o exemplo do maior agricultor, Jesus Cristo, plantando a árvore cuja raiz deve ser nosso pensamento forte e elevado. O tronco dessa arvore são nossas  palavras firmes e seguras. Os galhos são as nossas atitudes, essencialmente leais. As folhas e as flores referem-se a tudo que pudemos fizer pelos nossos semelhantes. A água que irá regar essa arvore será a nossa dedicação e o nosso empenho nos ensinamentos, que farão com que essa arvore não fique sem vida, não morra e não seque.

Nós, verológos, já plantamos a nossa semente para obtermos os frutos que estão nos dando a boa colheita de que necessitamos: o nosso perfeito equilíbrio. O maior presente que podemos dar a nós mesmos deve ser o empenho, a dedicação, a perseverança e  o amor ao nosso estudo verológico, que e o desenvolvimento e o aperfeiçoamento do nosso processo evolutivo.

Os frutos maiores e melhores que iremos colher são: a nossa transformação e a nossa gratidão por tudo que realizamos e conquistamos no ano presente. Por esses frutos devemos lutar para que fiquem conosco no ano vindouro, de preferência, todos os dias. O mundo será melhor para quem semear uma boa semente a cada dia deste ano e de todos os anos, conseguindo, sempre, uma boa colheita.

 

Extraído de:

Jornal Verologia

Edição XXXIII Nº 411 e 412
Artigo referente a Março e Abril de 2007

 

Perfil Verológico

Um Edifício Psicológico

Ler mais...

Tome Posse do que é Seu

Ler mais...

Solução de Emergência

Ler mais...

Esperança no Amanhã

Ler mais...

Oportunidade Única

Ler mais...

Pare para Pensar

Criança, Futuro Brilhante.

Ler mais...

Como Enfrentar os Problemas

Ler mais...

Saber Viver Bem

Ler mais...

Bom Senso

Ler mais...

Dia Feliz

Ler mais...

Gotas de Sabedoria

Higiene Psicológica

Ler mais...

Podemos ou Não Ver a Deus?

Ler mais...

Amor Divino

Ler mais...

Sede Fortes

Ler mais...

Desvende o Mistério de Si Mesmo

Ler mais...

Raios de Luz

Mãe: Amor Incondicional

Ler mais...

Tristeza: Ferrugem da Alma

Ler mais...

Paz de Espírito

Ler mais...

A Essência do Natal

Ler mais...

A Paz é Possível

Ler mais...

Itens Relacionados

Livros

Criado por Agência Núcleo