Exaltar-se ou Humilhar-se




Caríssimo (as) leitores (as) do jornal Verologia, através desses dois temas trazemos, para todos, o conhecimento, á luz da lente verológica, da diferença entre a cultura dos homens e a cultura de Deus, ou seja, entre o sentido material e  o sentido espiritual das palavras.

E, para tanto, escolhi o Cristo, que diz o seguinte: “Quem se exaltar será humilhado e quem se humilhar será exaltado”.

Segundo os dicionários, no sentido material “exaltar’ é o mesmo que “tornar alto”, “levantar”, “engrandecer”, “nobilitar”, “glorificar”, “elogiar muito”, “elevar-se”, “irritar-se”, “vangloriar-se”. Mas, no sentido espiritual, “exaltar” é “desrespeitar o que Deus determina” através dos mestres de sabedoria suprema, ou seja, dos ensinamentos redentores e de suas orientações; é “sentir-se superior” em relação às outras pessoas, fazendo diferença de grau, cultura, raça e poder econômico.

A “humildade” segundo os dicionários no sentido material é: “virtudes que nos dá o sentimento da nossa fraqueza”, “modéstia”, “submissão”, “pobreza”. Já no sentido espiritual, de acordo com as orientações verológicas, “humildade” é não se transforma em uma pessoa tímida, medrosa, quem tem fraqueza de animo e que se acovarda ante o erro ou a má fé. “Ser humilde” não é ser apático displicente ou comodista diante das arremetidas do mal. A “humildade verdadeira” não é incompatível com a energia, mas e necessário que se use a energia serena. Enfim, Cristófilo Nageo nos ensina: “Ser bom não e ser bobo’.

Só existe uma possibilidade de sentir e viver a humildade verdadeira: quando, através dos estudos, compreensão e pratica dos ensinamentos redentores, a criatura humana reconhece sua verdadeira pequenez diante da perfeição e da justiça do supremo poder, que é Deus. A humildade verdadeira leva o evolucionismo e emancipar-se da arrogância, da vaidade e do egoísmo para humanizar-se e dirigir-se em um servidor das leis eternas, assim como de seus semelhantes, a estes indicando os melhores meios para trilhar o caminho do bem.

Em sua primeira Epístola, (cap.5/ vers.6 e 7), Pedro diz: Humilhai-vos pois, debaixo da potente Mao de Deus, para que seu tempo vos exalte. “Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vos”.

Para demonstrar melhor o que é agir e identificar-se com a humanidade verdadeira, ou citar um exemplo que o nosso saudoso e amado mestre Cristófilo Nageo nos da no capitulo 14 de seu livro “Nossa Descoberta Sobre a Vida Humana”, intitulado: “Ser humilde sem ser Enérgico é Transgredir a lei de Evolução”.

Diz ele:

“Objetar-se ia que há situações e ambientes que a luta contra o mal seria inútil, em face da arbitrariedade em vigor, e até poderia ocasionar um mal ainda maior para aqueles que se decidissem a empreender essa batalha dignificante.

Bem que seja toda uma verdade, tal circunstância deplorável constituir exceção á regra.

Na pior das hipóteses, quase sempre há lugar para defesa ou protesto quando se atua de modo enérgico, mas inteligente e respeitoso. Essa defesa ou esse protesto poderia não produzir resultado imediato, por força da prepotência, então reinante, que procuraria asfixiar o mensageiro do bem, mas sempre haveria de produzir algum efeito no momento, e muito mais ainda no futuro, quando a situação e o ambiente de modificassem por imperativo mesmo da lei de evolução, que nunca permite o triunfo definitivo do despotismo, onde quer que ele apreça e por mais forte que se afigure.

Todavia, usando seu discernimento, o homem que vai galgando os degraus da evolução espiritual pode e sabe esperar melhor oportunidade para agir, quando chega a conclusão de que se torna inoperante sua luta em determinado momento. Isto é uma fuga, e sim uma operação estratégica. O essencial é que o evolucionista não renuncie ao seu dever de lutar contra o mal tal logo lhe seja possível, desde que as circunstancia se apresentem de tal modo difíceis, que desaconselham inteiramente a batalha imediata”. 

Caríssimo (a) leitor (a) do jornal Verologia: este é um dos grandes e profundos conhecimentos que a ACE e a Verologia transmitem nos seus setores de estudos, e você não esta impedindo de obtê-los, basta que procure nossa secretaria por telefone ou no endereço exposto nesse jornal e se inscreva para estudar Verologia.

 

Extraído de:

Jornal Verologia

Edição XXXIII Nº 419 e 420
Artigo referente a Novembro e Dezembro de 2007

 

Perfil Verológico

Um Edifício Psicológico

Ler mais...

Tome Posse do que é Seu

Ler mais...

Solução de Emergência

Ler mais...

Esperança no Amanhã

Ler mais...

Oportunidade Única

Ler mais...

Pare para Pensar

Criança, Futuro Brilhante.

Ler mais...

Como Enfrentar os Problemas

Ler mais...

Saber Viver Bem

Ler mais...

Bom Senso

Ler mais...

Dia Feliz

Ler mais...

Gotas de Sabedoria

Sede Fortes

Ler mais...

Coragem Sensata e Medo

Ler mais...

Faculdade Imaginação

Ler mais...

Luz e Trevas

Ler mais...

O Maior dos Mistérios

Ler mais...

Raios de Luz

Mãe: Amor Incondicional

Ler mais...

Tristeza: Ferrugem da Alma

Ler mais...

Paz de Espírito

Ler mais...

A Essência do Natal

Ler mais...

A Paz é Possível

Ler mais...

Livros

Criado por Agência Núcleo