Ano Novo

O ano novo de 2007 está chegando ao fim e, ás vezes, nos pegamos fazendo um balanço de nossas noções durante esse espaço de tempo de doze meses.

Dependendo do resultado final dessa conscientização, ficamos alegres ou tristes, isso porque, muitas vezes, queremos realizar muitas e incríveis coisas, principalmente, no campo financeiro, achando, a principio, que ter luxos excessivos significa vencer na vida.

É certo que o ser humano precisa de uma base sólida, financeiramente, para viver bem. Mas, a base maior e primordial que devemos procurar obter é uma estrutura espiritual, que nos fortalece e nos aproxima de Deus. Na realidade, essa deve ser nossa busca incessante, pois, amparados por Deus, nunca vamos ter momentos de tristeza que fazem nos sentir derrotados pela não realização de um objeto. Pelo contrario, ele nos dá força para que possamos levantar a cabeça e dizer para nos mesmos que, no ano seguinte, vamos tentar novamente, com uma energia maior ainda, porque Deus sabe todas as coisas e, no momento certo, tudo que lutamos para conseguir, acontecerá.

Entretanto, para pensarmos e agirmos assim, Deus deve fazer parte de nossos planos de vida. Planos, todo mundo os faz, principalmente no inicio de cada ano, mas será que Deus está incluído neles? Ou será que só nos lembramos dele na hora das experiências difíceis? Temos que reservar um tempo, todos os dias, para nos dedicar a realização do processo evolutivo que nos levara ao nosso aprimoramento espiritual, da mesma forma que encontramos tempo para todas as outras coisas que precisamos e que nos agradam.

A Verologia nos ensina que as duas vidas são importantes, uma não existe sem a outra e, ainda, que a vida espiritual oferece alicerce seguro para a vida material.

Se quisermos, então ter um ano novo feliz, repleto de paz e de realizações positivas e construtivas, devemos por em práticas o ensinamento do mestre Jesus Cristo que diz:

“Buscai primeiramente o reino de Deus e a sua justiça e todas as coisas nos serão acrescentadas. Não ameis, pois, ansiosos pelo dia de amanha, porque o dia de amanhã a si mesmo trará seu cuidado; ao dias bastam os meus próprios males.”



Extraído de:

Jornal Verologia

Edição XXXIII Nº 419 e 420
Artigo referente a Novembro e Dezembro de 2007

 

Perfil Verológico

Um Edifício Psicológico

Ler mais...

Tome Posse do que é Seu

Ler mais...

Solução de Emergência

Ler mais...

Esperança no Amanhã

Ler mais...

Oportunidade Única

Ler mais...

Pare para Pensar

Criança, Futuro Brilhante.

Ler mais...

Como Enfrentar os Problemas

Ler mais...

Saber Viver Bem

Ler mais...

Bom Senso

Ler mais...

Dia Feliz

Ler mais...

Gotas de Sabedoria

Resignação Consciente

Ler mais...

Livre Arbítrio

Ler mais...

Conserva a Tua Alma

Ler mais...

Perdão, a Mais Profunda Lição de Jesus!

Ler mais...

Faculdade Imaginação

Ler mais...

Raios de Luz

Mãe: Amor Incondicional

Ler mais...

Tristeza: Ferrugem da Alma

Ler mais...

Paz de Espírito

Ler mais...

A Essência do Natal

Ler mais...

A Paz é Possível

Ler mais...

Livros

Criado por Agência Núcleo