Misericórdia

As leis eternas, não deixam de aplicar suas correções, mas aplicam gradativamente, aumentando ou diminuindo de acordo com a transformação, displicência ou teimosia do ser humano.

Mas, a intensidade de suas correções já foi precedida pela redução de suas penalidades e até suspensão transitória ou definitiva, conforme diz o ensinamento do mestre Cristofilo Nageo: “As leis eternas atuam com excelsa misericórdia, já porque reduzem ao mínimo as suas penalidades, já porque as suspendem, transitoriamente ou definitivamente, quando julgam necessário o oportuno, tal a divina sabedoria com que observam as aplicações e o comportamento de quem esta sendo corrigido”.

É lógico que a misericórdia divina atenua a correção das faltas do ser humano quando ele não tem conhecimento dos ditames das leis eternas, mas, não se corrige-lo e transformá-lo. Entretanto, se já tomou conhecimento delas e não se corrige e nem se transforma, terá agravante.

A misericórdia divina leva, ainda, o evolucionista a desenvolver e aprender para aplicar a própria misericórdia, ou seja, a compreensão profunda do perdão e o limite de aceitação de todas as fraquezas e debilidades humanas, transmitidas através dos olhares, atos e gestos dos nossos semelhantes. A falta de conhecimentos é que traz, como consequencia o não aprimoramento do espírito ou sistema psicológico, isso porque essa pessoa ignora o rigor da atuação da leis eternas. E assim, não sente que cabe exclusivamente a essas leis, que são inexoráveis e perfeitas, tal tarefa de corrigir as criaturas que ainda estão no estado psicológico ou espiritual inferior, caracterizado pela evolução passiva e inconsciente.

Outro aspecto da misericórdia, transmitido pelo mestre Cristófilo Nageo, é que, quando percebemos que alguém não esta procedendo em conformidade com o regulamento da nossa fraternidade, devemos alertá-lo para essa falta, porque, se ficamos calados, nos tornaremos, sem querer, conviventes com ele e estaremos contribuindo para essa criatura continue naquele estado de não observância contribuindo para essa criatura continue naquele estado de não observância e de incompreensão. Esse alerta deve ser feito com perdão, verdade, paciência, energia serena, humildade verdadeira e reta justiça: com base no próprio regulamento, porque essa atitude em defesa da obra verológica nos dá força e coragem, impedindo que nos preocupemos se o nosso irmão vai ficar aborrecido conosco, fazendo com que se corrijam através do seu próprio estudo e discernimento. Agindo assim, estaremos contribuindo para que as leis eternas não venham a corrigi-los através dos sofrimentos morais e físicos, advindos acontecimentos e ocorrências desagradáveis em suas vidas, diminuindo ou suprimindo o seu livre arbítrio.

Este ensinamento do nosso saudoso e amado mestre Cristófilo Nageo nos da uma base para penetrarmos mais profundamente no ensinamento do divino mestre Jesus cristo sobre a misericórdia: “Bem aventurados os misericordiosos porque eles alcançarão a misericórdia”.

Os ensinamentos de Jesus cristo são muito profundos e, de uma certa forma, indecifráveis por aqueles homens que não se dedicam a um estudo espiritual. Por isso mesmo é que Deus manda á terra, de tempos em tempos, mestres de sabedoria suprema, que são espíritos muitos evoluídos, para que, em contato, direto com Deus, construam um verdadeira escola iniciática, uma fraternidade redentora, apresentando um método de evolução ativa e consciente ao alcance de qualquer grau de instrução, religião, credo, caminho político e cientifico, formando um campo neutro, para que todos os desenvolver, aprimorar e harmonizar seu sistema psicológico.

Como podemos observar, com a ajuda do método verológico, ficou possível compreender a concepção da verdadeira misericórdia e também de outros temas profundos, ainda indecifráveis, transmitidos pelo divino mestre Jesus Cristo, graças á ACE e á Verologia, muitas criaturas chegaram a este estado de compreensão ativa e consciente, identificando-se um pouquinho com a verdade essencial, contida nos ensinamentos redentores.

Caríssimos eleitores (as) do jornal Verologia, vocês também podem chegar a outra compreensão ainda mais profunda sobre a misericórdia, através dos ensinamentos redentores transmitidos pelo divino mestre Jesus Cristo e pelo saudoso e amado mestre Cristófilo Nageo, simplesmente fazendo parte desta fraternidade da atualidade, alcançando uma felicidade que nada e nem ninguém pode destruir.   



Extraído de:

Jornal Verologia

Edição XXXII Nº 405 e 406
Artigo referente a Setembro e Outubro de 2006

 

 

Perfil Verológico

Um Edifício Psicológico

Ler mais...

Tome Posse do que é Seu

Ler mais...

Solução de Emergência

Ler mais...

Esperança no Amanhã

Ler mais...

Oportunidade Única

Ler mais...

Pare para Pensar

Criança, Futuro Brilhante.

Ler mais...

Como Enfrentar os Problemas

Ler mais...

Saber Viver Bem

Ler mais...

Bom Senso

Ler mais...

Dia Feliz

Ler mais...

Gotas de Sabedoria

A Luz do Mundo

Ler mais...

O Maior dos Mistérios

Ler mais...

Livre Arbítrio

Ler mais...

Podemos ou Não Ver a Deus?

Ler mais...

Conserva a tua Alma

Ler mais...

Raios de Luz

Mãe: Amor Incondicional

Ler mais...

Tristeza: Ferrugem da Alma

Ler mais...

Paz de Espírito

Ler mais...

A Essência do Natal

Ler mais...

A Paz é Possível

Ler mais...

Livros

Criado por Agência Núcleo