Toda Criança merece um Futuro Feliz


No mês de outubro comemora-se o “dia da criança” e nada melhor do que oferecer a ela um futuro feliz, para tanto, é necessário que se dê a melhor educação, como também a melhor orientação espiritual.



O mestre Cristófilo Nageo diz: “quanto melhor for a orientação espiritual que se der a uma criança, tanto melhor será o aproveitamento dessa alma em passagem pela terra”.

Se todos tivessem a oportunidade de receber essa orientação, desde a infância, não teríamos um numero tão elevado de criaturas desequilibradas, desnorteadas e infelizes. A tarefa de orientar cabe aos pais ou responsáveis que devem iniciá-la desde muito cedo, antes mesmo da pré-escola, pois “é de berço que se faz o monge”.

A mãe tem uma enorme responsabilidade, pois passa maior tempo com seu filho e, nessa convivência, a personalidade dele é moderada. Por isso, ele deve proporcionar: ambiente familiar sadio; estímulos e incentivos para que ele supere suas dificuldades; respeitar seus medos, suas duvidas, seus limites e suas inquietações; saber a hora certa de abraçar e beijar, rir ou chorar, desculpas ou pedir desculpas, brincar ou estudar, porque na hora há hora certa para tudo.

Ela deve ainda ser compreensiva, sensata, esclarecedora, mediadora, confidente, companheira, carinhosa, amiga e enérgica quando necessário.

Tudo isso é possível, desde que a mãe ou responsável tenha adquirido elevados conhecimento espirituais e que construa sua convivência familiar sobre a base solida do respeito e do amor.

A maior demonstração de amor pela criança não é limitar-se e educá-la bem. É essencial ensinar-lhe os princípios básicos de uma vida cristã, que são: respeitar seus semelhantes; amar a família e seu próximo: falar sempre a verdade; saber dividir e compartilhar; não ter preconceitos; nunca pagar na mesma moeda; não fazer aos outros aquilo que não quer para si mesma; não se julgar melhor que os demais, mas ser diferente; ser bondosa, ser leal, ser justa e ser grata.

Mais do que as palavras, para orientar, o exemplo é fundamental, dar exemplo de caridade, honestidade, altruísmo e outras virtudes significa plantar, no coração do filho, as sementes do bem que irão frutificar proporcionando a ele um futuro feliz.

Se “é de berço que ele faz o monge” não se pode perder a oportunidade de oferecer a criança todos os conhecimentos espirituais, na medida exata de sua necessidade, para que ela cresça consciente de seus limites, de seus deveres, de seus direitos de sua capacidade de dar e receber, de amar e de ser amada. Os frutos dessas boas orientações serão colhidos mais tarde, num futuro feliz, quando ela se transformará num adulto com uma vida terrena repleta de grandes realizações transcendentais.



Extraído de:

Jornal Verologia

Edição XXXIV Nº 429 e 430
Artigo referente a Setembro e Outubro de 2008
 

 

 

Perfil Verológico

Um Edifício Psicológico

Ler mais...

Tome Posse do que é Seu

Ler mais...

Solução de Emergência

Ler mais...

Esperança no Amanhã

Ler mais...

Oportunidade Única

Ler mais...

Pare para Pensar

Criança, Futuro Brilhante.

Ler mais...

Como Enfrentar os Problemas

Ler mais...

Saber Viver Bem

Ler mais...

Bom Senso

Ler mais...

Dia Feliz

Ler mais...

Gotas de Sabedoria

Perdão, a mais Profunda Lição de Jesus!

Ler mais...

Ser e Não Ser Não pode Ser

Ler mais...

Acertos e Desacertos da Vida

Ler mais...

Livre Arbítrio

Ler mais...

O Ciúme, a Suscetibilidade e a Sensibilidade

Ler mais...

Raios de Luz

Mãe: Amor Incondicional

Ler mais...

Tristeza: Ferrugem da Alma

Ler mais...

Paz de Espírito

Ler mais...

A Essência do Natal

Ler mais...

A Paz é Possível

Ler mais...

Livros

Criado por Agência Núcleo