Valiosas Lições de Vida


Desprezar, rejeitar, ignorar as pessoas é transgredir gravemente os Ensinamentos de Jesus e as Leis Eternas. Jesus nos disse: “Amai-vos uns aos outros / Amarás a teu próximo como a ti mesmo...” e, como nós sabemos, todos somos irmãos, porque filhos de mesmo Pai. Então, todos, sem exceção,fomos agraciados com uma Centelha Divina que deve ser desenvolvida e aprimorada. Quando desprezamos alguém, estamos desprezando essa Partícula Divina que existe em cada Ser Humano.

Estamos desprezando Deus e nos distanciando dele. Precisamos avivar nossa consciência de que cada um de nós é uma importante unidade de Deus em Processo de Evolução, na Terra.

Isso é muito sério, porque é muito comum vermos pessoas que, ao assumir uma posição social um pouquinho melhor, cargos de mais alto nível ou conquistarem recursos financeiros, mudam o comportamento, passam a desrespeitar, a desconsiderar, a dar menos valor às pessoas, pensando serem melhores e mais importantes que os outros. Em qualquer ambiente, nós podemos observar esse tipo de comportamento. É fácil identificar que, por competição, por ganância, as pessoas se tornam desumanas, desleais, arrogantes, prepotentes. Mas, as Leis Eternas, sábias e soberanas, no momento adequado, se encarregam de corrigir esses desvios, através das experiências. Não podemos permitir que a vaidade nos leve a cometer esses deslizes; muitas vezes isso pode acontecer de forma disfarçada, por isso precisamos ser constantes investigadores, principalmente de nós mesmos. A Verologia nos fornece Valiosas Lições de Vida.

Pitágoras afirma: “Não desprezes ninguém; um átomo faz sombra”. Essas palavras, também, nos remetem aos ditames da Lei de Universalismo, que exige o entrosamento e a harmonia de tudo quanto existe no Universo, inclusive dos Seres Humanos. Essa Lei determina que nos livremos do egoísmo e que sejamos altruístas, passando de individualistas para universalistas, uma vez que fazemos parte da humanidade, não podemos ficar indiferentes a ela. Definitivamente, essa Lei exige uma mudança de pensamento e comportamento, significa que precisamos atuar com respeito, paciência, atenção, justiça, humildade, de forma ampla, abrangendo não apenas os nossos familiares e amigos, mas toda a Humanidade. E como podemos abranger a Humanidade? Uma das formas é emitindo vibrações positivas, pensamentos superiores para todos.

Outra Lei que infringimos, quando desprezamos nosso semelhante, é a Lei de Evolução que tem como imperativo a evolução de tudo o que existe no Universo. Essa Lei diz que nada pode ficar parado. E, para evoluirmos, precisamos uns dos outros, pois ninguém evolui sozinho. Logo, estamos sempre precisando de ajuda. Isso recai na Lei de Gratidão que diz que precisamos ser gratos por tudo o que recebemos; e que devemos fazer pelos outros tudo o que diariamente é feito por nós.

Assim,vemos que, diante de um Ensinamento de tão poucas palavras, podemos extrair muita coisa e identificarmos o quanto somos minúsculos diante da grandiosidade de Deus. Sendo tão pequenos, como podemos nos arrogar qualquer coisa? Como podemos pensar que somos superiores a alguém? Só mesmo a ignorância e o distanciamento de Deus que nós mesmos vamos estabelecendo na medida em que pensamos, falamos e agimos de maneira errada, pode nos conduzir a um conceito tão distorcido e longe da verdade, como esse. Deus é o único provedor das necessidades de todo o gênero humano. Devemos compreender que qualquer bondade que haja em nós, não provem de nós mesmos, mas do único que verdadeiramente é bom. “Ninguém há bom, senão um, que é Deus “(Lucas 18/19). Ninguém tem coisa alguma se não for dada pelo Criador do Universo. Tudo o que nós somos e tudo que nós temos, excluindo nossas mazelas, nossas debilidades,vem de Deus; mesmo que ainda não reconheçamos essa verdade.

Nas primeiras páginas do livro “Os Justos Brilharão Como o Sol”, Cristófilo, faz a seguinte afirmativa: “A simplicidade agrada e atrai irresistivelmente!” É realmente interessante observarmos o quanto nos sentimos atraídos e agradadospelos que agem com simplicidade e humildade. E como a arrogância, a soberba e a prepotência incomodam, desagradam e causam rejeição. O egoísmo é o alvo para o qual todos nós devemos dirigir nossas forças, nossa coragem para combater.Coragem, porque dela muito mais necessitamos para vencermos a nós mesmos, do que para vencer os outros. O egoísmo e o orgulho são os grandes causadores das misérias do mundo terreno. Representam os maiores obstáculos à felicidade dos Seres Humanos.

Decidir-se por amar o outro liberta o Homem da solidão gerada pelo egoísmo e pelo orgulho, debilidades que levam ao sofrimento. Aprender a se amar e, consequentemente, amar os outros, é garantia de felicidade.

 

 

Extraído de:

Jornal Verologia

Edição XXXIX Nº 481 e 482
Artigo referente a Janeiro e Fevereiro de 2013

Perfil Verológico

Um Edifício Psicológico

Ler mais...

Tome Posse do que é Seu

Ler mais...

Solução de Emergência

Ler mais...

Esperança no Amanhã

Ler mais...

Oportunidade Única

Ler mais...

Pare para Pensar

Criança, Futuro Brilhante.

Ler mais...

Como Enfrentar os Problemas

Ler mais...

Saber Viver Bem

Ler mais...

Bom Senso

Ler mais...

Dia Feliz

Ler mais...

Gotas de Sabedoria

Podemos ou Não Ver a Deus?

Ler mais...

Perdão, a Mais Profunda Lição de Jesus!

Ler mais...

Exaltar-se ou Humilhar-se

Ler mais...

Divina Aragem

Ler mais...

Faculdade Imaginação

Ler mais...

Raios de Luz

Mãe: Amor Incondicional

Ler mais...

Tristeza: Ferrugem da Alma

Ler mais...

Paz de Espírito

Ler mais...

A Essência do Natal

Ler mais...

A Paz é Possível

Ler mais...

Livros

Criado por Agência Núcleo